Alessandro Atanes

Jornalista e mestre em História Social pela Universidade de São Paulo (USP). Servidor público de Cubatão, atua na assessoria de imprensa da prefeitura do município.

No número 06 da EntreLivros tem um anúncio do Corredor Literário na Paulista. Pilhas de livros formam prédios em torno da avenida:

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
A leitura – no dia de sua publicação – das três poesias escolhidas pelo juri do concurso anual do PortoGente despertou um tanto de especulação aqui no Porto Literário. Nelas não é espanto perceber certas similitudes. Não é que sejam iguais, o que os aproxima é que são feitos do barro do mesmo tempo: o presente.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Destaquei uma vez que o escritor Alberto Martins foi o primeiro autor a colocar a Zona Noroeste, grupo de bairros da periferia de Santos, nos mapas literários. Isso ocorre em A história dos ossos, de 2005, no qual o protagonista circula por diversos bairros da cidade até atingir os mangues que dividem Santos e São Vicente.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
No epílogo da coluna anterior acabei mostrando o que apenas agora consigo definir com mais intenção. Lá, interpretei dois textos cuja intenção é similar: sublinhar os motivos políticos das ações de quatro réus do assassinato de um feitor. Um deles é um romance histórico cujas ações se iniciam em 1917 e vão se desenrolando até o assassinato de um feitor da estiva durante uma viagem de bonde pelo Porto de Santos.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Em sua coluna no Estadão, Luis Fernando Veríssimo, com um afiado olhar sobre nossos dias, costuma perguntar: “poesia numa hora dessas?”. Essa é a pergunta que repito ao tratar mais uma vez de literatura quando mais um trabalhador perde a vida no cais de Santos. Cabe aos especialistas determinar as causas e à Justiça punir as negligências. Ao Porto Literário, se algum consolo ostenta, resta contribuir para a reflexão sobre esse espaço político-econômico-cultural.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente