• Ministério da Infraestrutura: quem é o ministro, competências, desafios e entidades vinculadas

    Um dos motivos que levou Tarcísio a ser escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) foi sua atuação como secretário de Coordenação de Projetos na Secretaria Especial do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), afinal o Ministério terá como competência estabelecer diretrizes e definir prioridades dos programas de investimentos no setor de transportes

  • O potencial econômico da Amazônia Ocidental e o projeto Barra Norte

    A Amazônia Ocidental foi instituída pelo Decreto-Lei Nº 291/1967 e é composto pelo Estados Amazonas, Acre, Rondônia e Roraima é um centro que cresce de forma próspera e com potencial de desenvolvimento no setor portuário e beneficiando o escoamento da carga de grãos

  • Portogente lança especial sobre oportunidades e desafios dos portos do Arco Norte

    Com foco nos portos da região Norte e Nordeste do Brasil, e neste primeiro momento no estado do Maranhão, a iniciativa traz notícias, vídeos, artigos, materiais, entre outros conteúdos inéditos que promovem discussões e reflexões aprofundadas sobre o plano estratégico Arco Norte

  • Portos do Arco Norte e do Nordeste

    O assim denominado Arco Norte, de acordo com estudo desenvolvido pela Câmara Federal, envolve os portos localizados na região de Porto Velho, em Rondônia, passando pelos estados do Amazonas, Amapá, Pará e Maranhão. Uma visão mais abrangente, todavia, também agrega a este grupo os portos localizados nos estados da região Nordeste

  • Presidente da ATP aponta profundidade na Barra Norte do Amazonas e BR-163 como principais desafios

    Em vídeo enviado ao WebSummit Arco Norte, produção do Portogente que discute uma logística mais ágil e eficiente do escoamento de carga pelos portos das regiões Norte e Nordeste, o diretor-presidente da Associação dos Terminais Portuários Privados (ATP), Murillo Barbosa, apontou o aumento da profundidade da Barra Norte do Rio Amazonas e a conclusão do asfaltamento da rodovia BR-163 como os principais desafios para melhorar a competitividade logística dos produtores de grãos, em especial os instalados no estado do Mato Grosso

  • Produtores valorizam eficiência e as áreas disponíveis próximas ao Porto do Itaqui

    Privilegiado pela localização geográfica em relação à Europa e ao Leste norte-americano, o Porto do Itaqui, no Maranhão, está entre os portos públicos que mais crescem no Brasil e dispõe de extensas áreas para implantação de empreendimentos relacionados ao transporte de cargas

  • Renovação de arrendamento para fertilizantes é antecipada em Itaqui mirando o Arco Norte

    A renovação antecipada do contrato de arrendamento celebrado entre a Companhia Operadora Portuária do Itaqui (COPI) e a Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) tem como principal objetivo atender demandas atuais e futuras referentes à movimentação agrícola no Arco Norte. A prorrogação foi assinada no último dia 14 de dezembro e é válida por 20 anos

  • Sistema de informações garante maior eficiência à navegação no Canal do Quiriri

    Investir em tecnologia, portanto, é imprescindível para tornar eficiente a logisítica pelos portos do Arco Norte brasileiro, uma bandeira defendida pelo Ministério da Infraestrutura. Como exemplo de sucesso podemos apontar o monitoramento das condições de navegação realizado pela empresa HidroMares no Canal do Quiriri, principal meio de transporte fluvial até Barcarena, município próximo à capital Belém e à Ilha de Marajó

  • Transporte hidroviário na Região Norte

    O transporte hidroviário é o principal meio de locomoção na Região Norte do Brasil. A maior parte das grandes cidades são alimentadas por rios - a malha hidroviária é superior a 16 mil quilômetros - e poucas rodovias são pavimentadas