• Codesa reúne para discutir projeto de indústria em Aracruz

    O presidente da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), Luis Claudio Montenegro recebeu nesta terça-feira (20), representantes da empresa canadense Bombardier Recreational Products (BRP), especializada na fabricação de veículos recreativos motorizados, e da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), acompanhados do prefeito de Aracruz, Jones Cavaglieri.

  • Codesa será transformada de Sociedade de Economia Mista em Empresa Pública de Capital Fechado

    Será realizada no próximo dia 29 de junho, sexta-feira, Assembleia Geral Extraordinária na Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) com o objetivo de deliberar a transformação da Companhia de Sociedade de Economia Mista de Capital Fechado para Empresa Pública de Capital Fechado. Para isso, o estatuto social da Codesa será alterado para atender a mudança da finalidade da empresa

  • Codesa terá novo processo para análise de investimentos

    A Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento (Dirpad) divulgou, nesta segunda-feira (18), o novo fluxo de apresentação, análise e desenvolvimento dos projetos de investimentos para a Companhia Docas do Espírito Santos (Codesa).

  • Confira a Programação do WebSummit Portogente 2017

    Publicamos a seguir a programação dos vídeos do WebSummit. O material ficará disponível para consulta e debate mesmo após o período do evento, uma vantagem proporcionada pela Internet em relação aos congressos presenciais

    jaime alheiros suape porto

  • Contratação de estudo pelo BNDES para desestatizar Porto de Santos deve ser concluída em fevereiro

    Em entrevista coletiva realizada após sua primeira visita oficial ao Porto de Santos desde que assumiu a pasta de Infraestrutura, o ministro Tarcísio Gomes de Freitas disse que as tratativas junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a contratação de estudos para a desestatização ou outorga de concessão da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) devem ser concluídas no próximo mês de fevereiro

  • Cosnip discute procedimentos de acesso ao Porto de Vitória

    A equipe técnica da Coordenação de Segurança da Companhia Docas do Espírito Santo (Cosnip), representada pelo coordenador Enildo Pereira Gonçalves Júnior e os supervisores Reroldi Monteiro e Milton Fernandes, se reuniu com integrantes do Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Espírito Santo (Sindimares), quando foram debatidas as ações sobre procedimentos de acesso ao Porto de Vitória.

  • Dragagem concluída em Vitória

    O Porto de Vitória (ES) deverá aumentar em 30% sua movimentação de carga após obra de dragagem que será concluída na segunda-feira (2), marcada por solenidade no Cais Comercial de Vitória.

  • Em defesa do porto público

    Entidades sindicais, trabalhadores e moradores dos arredores do porto fizeram, na terça-feira (5), um “Abraço ao Porto” contra a intenção do Governo Federal de privatizar a Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa).

  • Estudo avalia processos e indica impactos da privatização de portos australianos

    O artigo utilizou estudos de caso para explicar a privatização dos portos de Brisbane, Botany, Kembla, Newscatle e Melbourne, processos realizados desde 2010. O modelo adotado foi o "private landlord port", ou seja, com a autoridade portuária sendo administrada pela iniciativa privada e o Estado mantendo o controle do território portuário (landlord) e a responsabilidade pela regulação da atividade

  • GP combate roubos de carga no Espírito Santo

    De janeiro a junho deste ano foram registrados 42 roubos de cargas no Estado do Espírito Santo. O número é preocupante, mas é o menor do Brasil. No Rio de janeiro, são 24 assaltos ou roubos de cargas, por dia.

  • Itajaí irá debater possível privatização dos portos públicos

    O futuro superministro da Economia do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), Paulo Guedes, já sinalizou ser favorável à privatização da maior parte das estatais brasileiras, mesmo as administrações portuárias decentralizadas. É o caso do Porto de Itajaí, em Santa Catarina, que pertence à União mas está sob administração municipal há mais de duas décadas.

  • Ministério garante aportes de companhias docas ao Portus e alega que valores serão divulgados em momento oportuno

    O Ministério da Infraestrutura garantiu aportes por parte das companhias docas dos Estados de São Paulo (Codesp), do Espírito Santo (Codesa) e da Bahia (Codeba) para dar continuidade ao pagamento dos benefícios. "Os valores estão sendo ultimados e serão divulgados no momento oportuno", explicou a assessoria de imprensa do Ministério e a gerência de Comunicação Corporativa da Autoridade Portuária de Santos

  • O que ganha o Brasil ao privatizar as administrações dos portos?

    A privatização das autoridades portuárias caminha em sentido oposto ao modelo de administração de vários dos principais portos do mundo localizados na Ásia e na Europa, com adoção do modelo landlord por meio de empresas de de economia mista nas funções de regulação, fiscalização e planejamento portuário. Para dizer o mínimo e sobre uma realidade corrente, a possibilidade da indústria de multas - que farão parte das receitas de uma Autoridade Portuária privada - preocupa profundamente os operadores e usuários dos portos

  • Pacote para entrega

    Um pacotão de 57 projetos de vendas e concessões que inclui 14 aeroportos, 15 terminais portuários e duas rodovias foi anunciado esta semana pelo Governo Federal.
    Será vendida a participação de 49% da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) em quatro aeroportos já concedidos ao setor privado – Brasília, Confins (MG), Galeão (RJ) e Guarulhos (SP).

  • Porto de Vitória com novo sistema de controle de tráfego

    O VTMIS (sigla em inglês para Vessel Traffic Management Information System), um sistema de controle de tráfego marítimo do País, começa a funcionar no Porto de Vitória (ES).

  • Portuários da Codesa realizam greve de 48 horas por reposição salarial

    De acordo com a representação dos sindicatos, a atitude foi tomada para reivindicar a reposição das perdas salariais, conforme as cláusulas econômicas do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT). Essa é a única cláusula pendente no ACT 2017-2019, que já está assinado 

  • Privatização das companhias docas estremece setor portuário

    A conversa surgiu em Brasília, ancorou em Vitória e estremeceu todo o setor portuário brasileiro. A privatização das companhias docas está na pauta do Governo Temer, sedento por reformas

    codesa

    br116

  • Privatização do Porto de Santos (e de outros portos): contexto, análises e opiniões

    De modo geral, os presentes ao debate concordaram ser necessário descentralizar as decisões do setor portuário. A concentração do poder decisório em Brasília esteve presente em vários momentos da vida brasileira e atualmente está agravada pela Lei 12.815/2013. O engenheiro, economista e consultor portuário Frederico Bussinger ressaltou que, desde os tempos do Império, o Brasil é atraído pela "Coroa", tirando autonomia das comunidades instaladas nos complexos portuários

  • Próximo de ser concluído, novo Cais de Atalaia movimentará granéis líquidos e cargas gerais

    Com o novo cais, a expectativa é ampliar a movimentação em mais de 10 milhões de toneladas por ano no Porto de Vitória – atualmente, são cerca de 7 milhões de toneladas.

  • Sindicato dos Estivadores do ES completa 100 anos: líder foca em treinamento e evitar privatização

    Em entrevista exclusiva ao Portogente, o presidente do Sindicato, José Adilson Pereira, disse que a entidade está trabalhando para garantir treinamento permanente aos associados, de forma a acompanhar a tecnologia empregada nos equipamentos portuários