• Arejar CNI e Fiesp: é preciso!

    Indubitavelmente tornaram-se frágeis as manifestações dos presidentes da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Robson Braga de Andrade, e da Federação das Indústria do Estado de São Paulo (Fiesp) , Paulo Skaf, na orientação de direções a serem seguidas para reverter a aflitiva situação do setor produtivo nacional.

  • Brasil movimenta novos cargos e governo tenta descentralização

    Campos discursa na tribuna do Senado - Foto: Agência Senado

    Portos brasileiros são alvos de negociações em Brasília e processo para reduzir burocracia no comércio exterior gera cabo de guerra

    r1

    r2

  • Corrupção nas ferrovias precisa de investigação

    "O escândalo envolvendo a alta cúpula da gestão pública da empresa Valec é mais um capítulo da promiscuidade entre os agentes públicos e os empresários do setor, que paralisa investimentos e multiplica os ganhos privados injustamente."

  • O apagamento da ética em tempos de guerra contra a corrupção

    É impressionante a facilidade com que a ética é apagada no contexto das crises políticas e econômicas, judiciárias e midiáticas. Há muito tempo deixamos de falar em ética e, justamente no momento em que parece tão necessária, ela anda completamente sumida.

  • Portolão combate a corrupção nos portos

    A era digital e a Internet promoveram maiores velocidade e capacidade de processamento e de análise desses rastros. Assim, o Portolão, como combate a corrupção, é o primeiro passo eficaz da reforma portuária

  • Portus: chamem a Polícia Federal

    É muito grave a situação do Instituto de Seguridade Social - Portus, o fundo de pensão dos portuários, anunciada por seu interventor. Por uma história com tantos casos de intervenções no fundo e com aquisições patrimoniais não bem explicadas, talvez fosse o caso de se fazer uma investigação pela Polícia Federal.

  • Quem tem medo de Joesley?

    O efeito Joesley Batista chegou ao Banco Central (BC). É o que dizem corredores e Brasil afora. Uma das primeiras "vítimas", segundo o presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, foi a própria reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), na última semana.

  • Respeitar a Constituição: não há outro caminho

    Estamos fechando quase três anos de aguda crise política e econômica. A gênese desse cenário foi a desastrada e irresponsável condução da política macroeconômica no governo anterior que levou o Brasil a uma das mais severas recessões de sua História.

  • Servidores do Dnit são afastados em operação da PF que investiga corrupção de R$ 700 milhões em obras de rodovias

    Obras de construção e de recuperação de rodovias bancadas pelo Poder Público voltam ao centro das atenções das investigações de corrupção e lavagem de dinheiro nesta segunda-feira (30), ao ser deflagrada a Operação Buracos pela Polícia Federal

  • Soberania sob ataque

    O acordo da Petrobrás com a Justiça (e com investidores) dos Estados Unidos, além de carregar em seu bojo atos de lesa-pátria, é um oneroso iceberg em que a indenização de cerca de 3 bilhões de dólares já anunciada constitui apenas a ponta visível, mas existe ainda uma extensa área submersa que pode custar muitos outros bilhões.