• Unidade da Multilog em Santos recebe a Certificação de Operador Econômico Autorizado

    Certificação segue normas internacionais de qualidade e segurança nos processos logísticos

  • Unitização de Cargas

    Unitização de Cargas: entenda os principais conceitos, os tipos mais utilizados e um passo-a-passo exclusivo de 10 etapas de como realizar uma unitização de cargas eficiente.

  • Vício próprio da carga e avarias

    VícioPróprio: Problemainerente à própria mercadoria ou inadequação da embalagem, favorecendo aocorrência de avarias. desde que o vício próprio possa ser comprovado (falta decondições de verificação antes do carregamento) e haja avaria subseqüente, oarmazenador poderá se eximir de qualquer responsabilidade sobre a avaria.

  • Vídeo amador mostra quilométrica fila de caminhões na caótica rodovia BR-163

    Vídeo amador gravado por um caminhoneiro foi publicado nesta sexta-feira (24) no YouTube mostrando a quilométrica fila de veículos que já dura cerca de duas semanas na Rodovia Cuiabá-Santarém, a BR-163.

  • Você sabe o que é um produto a Granel?

    Quando ouvimos a expressão “a granel”, relacionamos esse às mercadorias vendidas fora das embalagens tradicionais, grãos normalmente. Em feiras livres e em lojas de produtos naturais, a prática ainda é comum. Essa analogia é perfeita para associar a expressão ao conceito completo do termo no âmbito da logística.

    Definição

    Produtos a granel são mercadorias, cargas e suprimentos armazenados ou transportados em grandes quantidades, no seu estado bruto, sem embalagens fracionadas. São produtos que não podem ser ensacados ou encaixotados, sendo transportadosem contêineres e caminhões específicos para cada caso.

    Existem dois tipos de produtos a granel: os granéis sólidos e os granéis líquidos.

    Granéis Sólidos

    Os granéis sólidos, como o nome já diz, referem-se aos produtos de natureza sólida (ainda que em partículas relativamente pequenas), também identificados como matérias-primas, que podem ser contados por kg. 

    Ronodonópolis, colheitadeira, carregando</p>...					</span>
																		</li>
												<li class=

    WMS - Warehouse Management System (Sistema de Gerenciamento de Armazéns)

    É um software de gestão que permite a automatização dos processos da área de estoques, além de aperfeiçoar o espaço disponível para armazenagem. Assim, ele promove um controle mais eficiente, agiliza as movimentações, melhora a assertividade dos níveis de reposição e gerência inventários.

    O WMS é um sistema de grande importância da cadeia de suprimentos, que provê o giro de estoques, diretrizes competentes de picking (separação e preparação de pedidos), e cross-docking (sistema de distribuição), maximizando a utilidade do espaço dos armazéns. Através do WMS é possível um melhor gerenciamento de armazenagem e, com isso, diminuir custos, permitindo controlar os estoques de forma automatizada.

    wms fig 1
    fonte: Arte Portogente .

    Vantagens:

    1. Formar excelentes resultados aos desafios de armazenagem;
    2. Localização e expedição de mercadorias de forma estratégica;
    3. Confiança e diminuição das falhas por parte da empresa que conta com esse sistema.

    Desvantagens:

    1. Gasto considerável de equipamentos;
    2. Atenção extra com itens sujeitos a avarias, que podem resultar em erros de leitura.

    Conheça outros sistemas de informação aplicados à logística: CRM (Customer Relationship Management), EDI (Electronic Data Interchange), ...