• A Antaq informa que realizará audiências públicas para debate das minutas jurídicas e técnicas das consultas públicas. As datas e locais das duas audiências públicas serão definidos e divulgados oportunamente

  • Brasil precisa trabalhar o conceito de porto-indústria para gerar mais empregos nas regiões portuárias e acelerar o desenvolvimento econômico do País; sururu no ambiente interno da Santos Brasil após anúncio de investigação do Ministério Público; Cabedelo inicia reuperação de importante berço em seu cais e outras notas

    horizonte porto

  • O Porto de Cabedelo (PB) vai terminar o ano superando em mais de 11% a movimentação de cargas com relação ao ano de 2016 e projeta ainda mais crescimento para o próximo ano, com o início de novas operações como o Ship to Ship.

  • O Porto de Cabedelo (PB) se prepara para duas operações que irão embarcar 31 mil toneladas de minério ilmenita para a Europa. O minério é extraído no município de Mataraca, litoral norte da Paraíba, e terá como destino final a França e a Ucrânia.

  • O Porto de Cabedelo (PB) registrou, nos primeiros dez dias do mês de outubro, a movimentação de 41.359 toneladas de produtos. São derivados de petróleo, malte e trigo que chegam para abastecer o mercado local, além do granito, que foi exportado para a Europa.

  • Três dos projetos de arrendamento já tiveram seus estudo concluídos e passaram por consulta pública, aguardando agora a conclusão de acórdãos pelo Tribunal de Contas da União (TCU)

  • A diretora presidente da Companhia Docas da Paraíba (Docas PB), Gilmara Temóteo, participou nesta quarta-feira (25) de uma reunião com a Câmara de Comércio e Indústria Japonesa para apresentar as potencialidades do Porto de Cabedelo, em especial o Terminal de Múltiplos Usos (TMU) visando atrair investidores asiáticos para o projeto.

  • Em entrevista ao Portogente, Gilmara defendeu a descentralização da gestão dos portos públicos e a estabilidade da legislação que rege o setor. Ela também ressaltou o crescimento das concessões de terminais portuários e a instalação de terminais de uso privados (TUPs), "uma vez que esses instrumentos são essenciais para diminuição do Custo Brasil" 

  • A Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB) realizou reunião dia 11 para ouvir o pleito dos caminheiros que, desde a semana passada, paralisaram as atividades no entorno do Porto de Cabedelo em protesto contra uma das empresas que operam no local e pleiteando uma melhor infraestrutura do local.

  • Os servidores da Companhia Docas da Paraíba (Docas-PB) tiveram uma tarde de trabalho diferente nesta quarta-feira (6). Isto porque eles participaram do simulado de emergência que ocorreu no Porto de Cabedelo e contou com a presença do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, arrendatários, operadores portuários e a população que mora nas proximidades do local.