• Do milho à carne: apreensão e otimismo

    Vem das terras catarinenses um vento de otimismo e também de apreensão, mais especificamente do presidente da Federação da Agricultura do Estado (Faesc), José Zeferino Pedrozo. Ele afirma: "Não há dúvidas de que o ano será excelente para exportação das carnes brasileiras.

  • Eduardo Campos pode fazer de Suape o Porto do Brasil

    Assim como impactou o meio político fazendo aliança com Marina Silva, Eduardo Campos poderá surpreender positivamente o setor portuário com um modelo de porto dos mais avançados do mundo. 

  • Engenheiro da Prefeitura de Santos pede mudança de usos e costumes nos portos

    O engenheiro da Prefeitura de Santos, Adilson Luiz Gonçalves, falou ao Esquenta WebSummit Portogente 2017 sobre vantagens e desvantagens de regionalizar a gestão dos portos brasileiros

  • Espadarte é só futuro e Pará se concentra em Vila do Conde

    Segundo maior estado em extensão do Brasil, o Pará ainda tem sua economia voltada para o extrativismo mineral. No entanto, com uma infra-estrutura que não atende a demanda local, o principal produto da região, o ferro de Carajás, acaba sendo exportado pelo Maranhão. Idealizado para inverter a situação e receber a carga, o Terminal Marítimo de Espadarte ainda é uma opção de futuro

  • Guia Básico do Transporte Marítimo

    Apesar da idade que tem, o navio é uma das tecnologias que menos evoluíram ao longo do tempo. Entretanto, essa sua história, que se confunde quase com a do ser humano, tem muitas, e não poucas, peculiaridades. O comércio marítimo representa em torno de 95% da balança comercial do Brasil e nesse setor flui mais da metade do dinheiro do mundo.

  • Hub Port (Porto Concentrador)

    Hub port consiste em um porto concentrador de cargas e de linhas de navegação. O termo decorre das estratégias de aumentar o tamanho dos navios, concentrar rotas e reduzir o número de escalas adotadas pelas principais companhias marítimas, notadamente a partir dos anos noventa.

  • Imbituba com nova escala da Hamburg Süd

    A Hamburg Süd, que está entre os dez maiores armadores do mundo, contará a partir de setembro com uma nova escala regular semanal do serviço Ásia 2 no Porto de Imbituba, em Santa Catarina.

  • Investimentos em terminais privados aquecem setor portuário

    O setor portuário brasileiro começou 2016 com mais de R$ 2 bilhões em concessões para investimentos privados liberados ainda nos primeiros dias do ano, segundo divulgado pela Secretaria de Portos (SEP). O aporte, feito por grupos empresariais interessados na construção de terminais de uso privado em pontos estratégicos do país, é importante para manter aquecido o setor que ainda carece de estrutura para gerar ganhos de eficiência e reduzir custos com a importação e exportação. Além dos investimentos anunciados em janeiro de 2016 a Secretaria dos Portos planeja ainda publicar outros 21 editais para arrendamentos neste primeiro semestre.


    O estado do Maranhão foi o primeiro a receber a autorização do governo para que a WPR São Luís Gestão de Portos e Terminais – do grupo WTorre – possa investir R$ 780 milhões na construção do quarto Terminal de Uso Privado do estado. Além deste, estão previstos outros investimentos na Bahia e no Espírito Santo. A Bahia Terminais investirá R$ 850 milhões na área portuária de Candeias (BA) e a Nutripetro, empresa especializada em gestão portuária, comércio marítimo e soluções logísticas integradas de grande porte, R$ 279 milhões em Aracruz (ES). Segundo a Secretaria dos Portos, apenas o investimento em São Luís incrementará a movimentação de cargas em 24 milhões de toneladas, garantindo competitividade e ampliando a oferta para escoamento da produção brasileira.


    Evento do setor
    Para o executivo, Ricardo Barbosa, gerente da InfraPortos South America - única feira na América do Sul dedicada à tecnologia e equipamentos para armazéns, terminais e portos - os investimentos chegam em boa hora, visto que aquecerão a demanda por equipamentos e serviços para a operação portuária, além de fomentar a geração de empregos. “Os setores portuários e de infraestrutura logística vêm na contramão da recessão que atinge grande parte dos setores produtivos. Em 2015 foi o único setor a receber repasses

    ...
  • Ironicamente, Chile e Argentina não falam a mesma língua no comércio

    Após registrar em 2016 o menor índice de movimentações comerciais das últimas três décadas, Argentina e Chile buscam se reaproximar. Afinal, causa espanto que dois territórios vizinhos e que têm o mesmo idioma não consigam, ironicamente, "falar a mesma língua"

    chile arg capa

    antonina expansao

  • Liderança feminina e atraentes arrendamentos em Paranaguá

    Movimentação de celulose em Paranaguá

    Pegando carona no Dia Internacional da Mulher, comemorado neste 8 de março, celebramos a cada vez maior – embora ainda tímida – presença feminina no cenário logístico e de transportes.

    carvaocapa

     

  • Liminares e recursos prejudicam planejamento em portos e aeroportos

    Liminares, recursos e complexa legislação prejudicam expansão do Porto de São Sebastião e implantação definitiva de regras no transporte aéreo por companhias brasileiras

    sscapa

    bagagens capa

  • Magano pede iniciativa privada à frente de atividades operacionais

    O Esquenta WebSummit Portogente 2017 apresenta um trecho da participação do mestre em Engenharia Civil e ex-diretor das empresas Rumo Logística e Cosan, Carlos Eduardo Bueno Magano, neste evento 100% online e gratuito recheado de palestrantes com grande capacidade técnica

  • Maurício Araquam fala em usar ZPEs para atrair investimento estrangeiro

    A partir desta segunda, 2 de outubro, o Portogente publica vídeos e breves entrevistas que alimentarão um "esquenta" para a exibição do WebSummit 2017, que debaterá a atual legislação portuária no Brasil

  • Ministro da Bélgica participa da abertura da Intermodal na tentativa de intensificar negócios com o Brasil

    Os interesses econômicos de Flandres no Brasil são grandes. A região é a mais importante importadora europeia de sucos de frutas do Brasil, além de se posicionar como o porto de entrada de outros produtos nacionais

  • Novas tecnologias, ousadia e a voz do povo nos portos do exterior

    A implantação de novas tecnologias para a eliminação de processos é o grande trunfo para reduzir custos nos negócios do setor de navegação

    sandiegoport

  • Novo decreto e recriação da SEP movimentam universo portuário brasileiro

    A insegurança jurídica é regra para os investidores do setor portuário brasileiro e o cenário atual não é diferente. Governos e lideranças políticas se alternam, sem deixar um legado consistente para o aperfeiçoamento das regras e, consequentemente, beneficiando a competitividade do Brasil no comércio internacional

    armaz aere

    quintella

  • Novo ministro dos Transportes: navegando em águas turvas

    Ainda que o recém-empossado Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Valter Casimiro Silveira, não apresente as tradicionais qualificações para o cargo, de político ou técnico, mesmo assim pode fazer acontecer a necessária movimentação ágil de mercadorias e pessoas. É o que o Brasil espera.

  • Novo sistema dinamiza acesso a portos baianos

    Os arrendatários e operadores dos portos baianos de Salvador e Ilhéus contam com o novo Sistema de Controle de Acesso Web para realizar, via internet, os agendamentos de visitas e trânsito de veículos de carga de modo prático e rápido.

  • OIT e acidente zero: segurança das operações portuárias impacta diretamente nos negócios

    Ressalta o International Harbour’s Masters Association (IHMA) que “o renome de um porto ou terminal está intrinsecamente ligado tanto a sua eficiência quanto a seus registros de segurança, conceito geral afetado diretamente caso ocorram alterações significativas em recordes de segurança, e, por extensão, em suas atividades”

  • Padrões de qualidade e desempenho regulam atividades em portos e auxiliam a busca por eficiência

    Legislações nacionais e internacionais já foram criadas para portos novos e existentes, englobando questões de sustentabilidade e criando normas cada vez mais rigorosas destinadas à criação de projetos que minimizem os impactos ambientais nas operações portuárias