Considerada uma das ferramentas mais tradicionais do marketing digital, o e-mail marketing é uma maneira de estabelecer um relacionamento mais próximo com o público-alvo, a partir do momento em que a permissão para a troca de mensagens em um canal direto é obtida.

 

Assim como outros setores, no meio educacional táticas como essas, podem contribuir de forma significativa com a atração de pessoas e sem dúvidas, com o crescimento da instituição.

 

Com a busca por uma educação de qualidade e uma instituição que de fato apresente diferenciais, apostar no marketing digital e em ferramentas como o e-mail marketing apresenta naturalmente uma grande diferença.

 

Isso acontece porque as táticas empregadas possibilitam uma comunicação de qualidade e também a transmissão de valores e um posicionamento claro no mercado educacional.

 

Nesse contexto, é importante considerar que as inovações tecnológicas otimizam diversos processos e boa parte tem impacto na forma de comunicar-se, conforme será apresentado no decorrer do texto, esse é um grande destaque do e-mail marketing, na qual a modernização é capaz de tornar a comunicação ainda mais efetiva.

 

Além do fortalecimento do nome do colégio, é possível manter os alunos e obter uma repercussão positiva. Afinal, assim como em outros setores, indicações de serviços de qualidade podem repercutir facilmente.

 

Os benefícios do e-mail marketing para a instituição

 

Devido ao grande uso das ferramentas digitais, as táticas adequadas contribuem com o destaque das instituições e a gestão de forma geral devido a otimização de processos. Os pontos que mais se destacam ao abordar o e-mail marketing são:

 

  • Alcance;

  • Flexibilidade;

  • Retorno financeiro considerável;

  • Comunicação direta.

 

É muito comum que um grande alcance seja uma das principais características do e-mail marketing, pois basicamente, o e-mail é importante para boa parte das práticas na internet. Todavia, não trata-se apenas de um grande alcance, é preciso garantir que o direcionamento seja qualificado.

 

No caso de instituições de ensino, os e-mails são direcionados para os responsáveis, ou seja, o direcionamento abrange tanto os alunos quanto responsáveis por alunos em potencial.

 

Esse cenário é favorecido pela flexibilidade desse tipo de estratégia, em que os conteúdos podem ser elaborados com os mais variados formatos, por exemplo, listas apresentando as vantagens que as ferramentas como o analisador de leite possuem para o aprendizado, além de elementos gráficos.

 

Sem dúvidas, a imagem do colégio deve ser preservada, o que envolve o tipo de abordagem em todos os e-mails e até mesmo os tipos de layouts selecionados no processo.

 

Um exemplo disso, é um e-mail enviado com o intuito de comunicar os pais sobre a realização de experiências em determinadas aulas que precisará de uma letra caixa com led. Esse e-mail pode ter ser desenvolvido de um modo mais simples, diferente da produção de um conteúdo voltado para demonstrar aos pais o que tem tido no colégio ao decorrer do ano. 

 

O ROI (Retorno Sobre Investimento) é um tipo de métrica a ser avaliada e no caso do e-mail marketing para instituições, o retorno financeiro pode ser significativo. Todavia, é preciso que cada etapa da estratégia seja executada adequadamente.

 

A relação estabelecida com a audiência também é um grande diferencial proporcionado pelo e-mail marketing, pois permite maior proximidade. Como felicitações em datas comemorativas, convites para eventos escolares, entre outras possibilidades.

 

Tendo como exemplo um trabalho sobre a relação da construção civil com o meio ambiente na qual, atividades como o desmonte de rocha são abordadas, um e-mail informativo pode ser direcionado aos responsáveis sobre quesitos da entrega.

 

É o tipo de comunicação que transmite profissionalismo e confiabilidade. Todavia, para que tais resultados sejam alcançados é crucial que práticas adequadas sejam atendidas no desenvolvimento dos e-mails.

Aspectos da elaboração de conteúdos

 

Sem dúvidas, para que a comunicação seja realizada de uma maneira efetiva, é fundamental que exista atenção aos mais variados fatores e um deles é a jornada de compra, ou seja, as etapas que as pessoas atravessam até concretizar a venda, o que nesse cenário poderia ser representado pela realização de uma matrícula.

 

Os responsáveis devem compreender de forma clara os diferenciais do colégio. Para isso, informações relevantes devem ser desenvolvidas. É algo que reforça a necessidade de elaborar cautelosamente uma estratégia de conteúdo.

 

Por exemplo, se uma instituição se destaca por apresentar um programa de palestras com profissionais de diversas áreas em prol de um ensino ainda mais enriquecedor, como as diferenças na manutenção de aquecedor a gás e o aquecedor de energia solar, naturalmente os conteúdos enviados serão diferente de escolas que se destacam pela estrutura ampla.

 

Para uma compreensão mais clara sobre o tema, é importante abordar que os conceitos de newsletter e e-mail marketing não devem ser apontados com o mesmo significado. Isso deve-se ao fato de que a newsletter consiste em uma variação do e-mail marketing.

 

Nesse caso, é importante elaborar conteúdos a respeito de notícias sobre o colégio, por exemplo, com base nas publicações do blog com curiosidades sobre caldeiraria industrial, novas práticas passam a ser adotadas no dia a dia.

Quais são as métricas que devem ser acompanhadas?

Uma série de ferramentas podem ser aplicadas para aprimorar os processos de marketing digital, o que tem grande relação com a análise de resultados, uma atividade fundamental para qualquer tipo de setor.

 

Sem observar adequadamente o que foi obtido por meio dos esforços empregados por meio do e-mail marketing, as chances de ajustar o que é necessário em prol de resultados cada vez melhores serão reduzidas.Entre os pontos de maior destaque nesse cenário, estão:

1) Taxa de cliques

 

A taxa de cliques corresponde a quantos indivíduos acessaram os links dispostos no e-mail da instituição. Para aprimorar os resultados desse tipo de taxa, há possibilidade de criar CTAS (Calls to Action) melhores.

 

O CTA corresponde a chamada textual ou visual que conduz o leitor para uma determinada ação. Por exemplo, em um e-mail a respeito de um exercício que será realizado sobre equipamentos de segurança do trabalho, é possível inserir um link com um conteúdo bem elaborado sobre calçados epi.

 

2) Taxa de abertura

 

É preciso ter cuidado para que a taxa de abertura não seja confundida com a taxa de cliques, pois corresponde ao número de indivíduos que acessaram o e-mail. Nesse caso, possui relação essencialmente com fatores como o remetente e o assunto abordado.

 

Por mais que sejam métricas distintas, é válido observar que em ambos os casos, experimentar assuntos e estímulos variados é importante para encontrar o que funciona de fato para a audiência atendida.

 

3) Bounce Rate

 

O termo Bounce Rate também corresponde a taxa de rejeição, que nesse caso, aponta o número de e-mails que não chegaram para as pessoas, o que pode ou não estar relacionado com questões temporárias.

 

Por exemplo, um e-mail sobre a suspensão de aulas para um reparo na estrutura, por exemplo implementação de bloco de concreto estrutural preço, pode não chegar devido a desativação da conta, erro de digitação ou até mesmo caixa de entrada lotada.

 

4) ROI

 

Ao analisar esse tipo de métrica, cria-se a possibilidade de calcular os lucros obtidos em relação aos investimentos empregados na estratégia. O ROI, conforme citado, é uma métrica fundamental para as mais variadas táticas justamente por envolver diretamente os recursos financeiros utilizados.

 

É fundamental que exista cautela para selecionar as métricas mais adequadas e para isso, é necessário ter clareza a respeito das metas a serem atingidas. Desta forma, será possível acompanhar pontos que realmente sejam relevantes para os esforços empregados.

 

Ainda mais, o tempo gasto no site e/ou blog, assim como as visitas, também devem ser avaliadas. Afinal, por mais que não sejam necessariamente métricas diretamente relacionadas com o e-mail marketing, links podem estar presentes e contribuir com o tráfego nessas plataformas.

 

As principais dicas para a estratégia

 

O planejamento é indispensável ao tratar-se de marketing digital e não seria diferente no e-mail marketing. Nesse caso, também é uma questão significativa para evitar excessos e que a audiência se sinta desgastada.

 

Um exemplo a ser usado é, se um e-mail a respeito de métodos mais dinâmicos de ensino é enviado, ou sobre uma visita a uma instituição com projetos sobre a importância do tratamento de efluentes industriais, acabar abordando o mesmo tema em um período curto pode ser cansativo. 

 

Tanto no e-mail marketing específico para instituições de ensino quanto em outros segmentos, a aquisição de uma lista de e-mails não é recomendada. Isso acontece porque a quantidade não representa necessariamente alunos em potencial.

 

A elaboração de uma lista com cautela envolve a segmentação, que consequentemente viabiliza o envio de conteúdos mais personalizados e que tenham de fato relevância para a audiência.

 

Dessa maneira, seja em relação ao processo de criar as listas, o layout dos e-mails ou qualquer outro, é imprescindível contar com profissionais qualificados. Afinal, conforme observado ao longo do texto, é um recurso de grande potencial para as escolas.

 

Ao longo do texto, podemos perceber como o e-mail marketing ajuda todos os segmentos de negócio e sua importância em um colégio é muito além do que pode-se imaginar. 


Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente