Confira quais documentos são importantes e como se organizar para entregá-los.

Para comprar ou alugar um imóvel, você precisa organizar a documentação envolvida no processo, com o objetivo de garantir que tudo seja concluído corretamente. Reunir todos os documentos deve ser uma prioridade antes mesmo de começar sua mudança e encontrar o apartamento ou a casa perfeita.

Assim, para deixar o processo mais prático, confira o que é necessário para alugar ou comprar um imóvel e como você pode descomplicar tudo que esteja relacionado à documentação. O mais importante é conhecer o que você precisa entregar e já deixar tudo organizado.

Documentos para alugar um imóvel

O aluguel de uma casa, ou um apartamento, pode ser realizado direto com o proprietário ou uma imobiliária que atue como intermediária.

Para fechar negócio, você terá que apresentar seus documentos pessoais, como o CPF e o RG, sua certidão de casamento ou divórcio, um comprovante de residência atual, um comprovante de renda e a documentação dos fiadores. Quem estiver alugando com a imobiliária também precisa apresentar a ficha cadastral.

Além disso, caso opte pelo seguro fiança, deverá apresentar este documento no lugar dos dados pessoais, do comprovante de renda, da certidão de casamento ou divórcio e da assinatura dos fiadores. O ideal é que toda a documentação seja entregue junto, para ser analisada mais rapidamente.

Documentos para comprar um imóvel

Quem vai comprar um imóvel tem uma responsabilidade maior em mãos, já que terá que apresentar mais documentos. Assim como acontece no aluguel, a compra pode ser realizada direto com o proprietário ou o intermédio de uma imobiliária.

Além do RG, do CPF, do comprovante de renda e da certidão de casamento, que já são solicitados por quem vai alugar uma casa ou um apartamento, será necessário ir atrás de outras documentações.

A declaração do imposto de renda, o documento de avaliação do imóvel, o habite-se, a declaração de débitos condominiais, a certidão negativa de débito do IPTU, dentre outras certidões negativas relativas ao imóvel, são apresentados para a instituição financeira, para que você consiga o financiamento.

Da mesma forma que no aluguel, opte por entregar toda a documentação de uma única vez.

Dicas para descomplicar a documentação

Como são vários documentos envolvidos no aluguel e na compra de um imóvel, é indicado adotar algumas dicas, para agilizar o processo.

1. Tenha a documentação básica por perto

O RG, o CPF, o comprovante de residência e o comprovante de renda, além da certidão de casamento, são documentos que fazem parte do seu dia a dia. Para acelerar o processo, seja de aluguel ou compra, mantenha-os organizados e guardados juntos. Assim, você saberá exatamente onde procurar quando precisar deles.

2. Tire um dia para ir ao cartório

No caso da compra, muitos dos documentos que você vai precisar são obtidos no cartório. Para facilitar, programe-se para resolver tudo que precisa neste órgão em um único dia. Mesmo que não vá a apenas um estabelecimento, veja quais ficam por perto, para ter em mão o máximo de documentos que foram solicitados.

3. Saiba quais documentos precisa entregar

Quando for realizar a solicitação de financiamento, a instituição financeira irá passar toda a documentação que necessita para liberar o empréstimo. Leia com atenção tudo que precisa e anote o que já tiver. Além disso, guarde todos os documentos na mesma pasta, para que tudo esteja em um único lugar.

4. Aposte nas assinaturas digitais

Este ano, as imobiliárias e até as instituições financeiras passaram a aceitar as assinaturas digitais de alguns documentos. Isso aconteceu para acelerar o processo e evitar que as pessoas saiam de casa, tanto para ir ao cartório, quanto ao banco. Veja qual documentação aceita esse recurso e aposte nessas versões.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente