Todos sabem que viajar com crianças não é algo simples, já que é essencial levar uma série de objetos extras e ainda ter o cuidado com cada escolha de hospedagem e condução.

Pensando nisso, existem cinco coisas que você precisa saber para conseguir tornar cada viajem ainda mais fácil e especial para cada um dos participantes.

Então, pegue o seu bloco de notas e vamos começar!

1# Tudo se resume a planejamento


Existem muitos casais e até viajantes solitários que adoram simplesmente pegar a mochila, jogar tudo dentro e organizar uma viagem de sexta para sábado.

viajar com crianças

Toda a emoção de aproveitar aquele final de semana que você não sabia que teria de folga pode sim ser o tão sonhado descanso.

Entretanto, viajar com crianças é um pouco mais complicado que isso. É necessário observar alguns pontos para programar uma viagem em família, com crianças.

Acontece que é preciso planejar com cuidado como a viagem será feita, desde o tempo para ir até o local, qual será o veículo, hospedagem e o que tem no destino final para ocupar o tempo.

Ao contrário dos adultos, as crianças ficam frustradas com mais facilidade, tem pouca paciência e sofrem mais para entender que é preciso esperar.

Ou seja, se você chegar no destino e a hospedagem der errado ou o carro quebrar no meio do caminho, será preciso muito jogo de cintura para lidar com a situação toda.

Portanto, comece a planejar melhor as coisas, mesmo que seja uns dois dias antes, para ter uma ideia de como as coisas vão acontecer.

As crianças têm uma noção de tempo diferente, tendo a sensação de que tudo está em ritmo acelerado.

Daí a importância de encontrar brincadeiras para passar o tempo, atividades simples que podem ser feitas em qualquer lugar e algo que elas se sintam confortáveis, como um ursinho de pelúcia.

2# Viajar com crianças é se aventurar até no inacreditável


Assim como as crianças têm uma percepção diferente de tempo, elas também possuem uma sensação diferente em relação a perigo.

Salvo raros casos, quando a criança é criada por pais super protetores, é comum que elas tenham menos medo e acabem aproveitando cada lugar ao máximo.

Você precisa saber disso por dois motivos.

Primeiro porque será preciso estar sempre ligado no que os pequenos estão fazendo, para garantir que eles não se machuquem.

Segundo porque pode ser a sua oportunidade de ensinar e aprender alguma coisa, seja superar um medo ou lidar com as filas. 

 
família na praia


Aproveite as viagens para permitir que a criança se aventure, descubra do que gosta e encontre o seu lugar no mundo.

3# As bagagens precisam sim ser gigantes


Quem já viajou com pais de crianças sabe que as malas passam a ideia de que eles estão se mudando, não apenas viajando.

Isso porque, é preciso estar preparado para qualquer tipo de situação.

Assim, viajar com crianças é ter sempre peças de roupa a mais na mala, sapatos extras, brinquedos, produtos extras de higiene e muitos outros.

Quando são ainda bebês, a bolsa fica ainda maior, já que é preciso levar um estoque de fraldas, carrinho, o dobro de roupas e toalhas.

Quando maiores, você sabe que vão se sujar sempre que comerem algo, vão rolar no chão e correr para todos os lados.

Logo, para viajar de forma tranquila com o seu filho, você precisa estar preparado para tudo, com uma mala sempre pronta para deixar a criança pronta para uma festa, para ir a piscina ou mesmo para dormir no banco do carro.

Isso sem falar em mamadeiras, leite, remédios, bonés, protetores, documentos e até boias para a piscina.

4# Você vai descobrir que existe um limite sim


Ao viajar com crianças, muitas pessoas acreditam que a brincadeira não terá fim, que os gritos nunca vão acabar e que a soneca não vai acontecer.

Mas isso não é necessariamente uma verdade.

Entretanto, as crianças têm sim mais energia que os adultos, já que não precisam se preocupar com uma série de coisas e podem passar mais tempo correndo e brincando.

Diante disso, é preciso aprender a respeitar quando elas alcançam o limite, para evitar que a situação fique muito ruim.

Geralmente, as crianças têm um pico de energia seguido por um pico de sono, que é onde as manhas costumam acontecer.

bebê dormindo

Em outras palavras, muito choro, narizes escorrendo, pequenos se jogando no chão e a lista continua.

Para evitar esse tipo de problema, o ideal é criar uma rotina, mesmo nas férias, para que as crianças consigam aproveitar os momentos de diversão, mas também dormir.

Inclusive, dormir no horário é importante ou a rotina acaba virando uma bagunça e ninguém fica feliz.

Ao longo das idades, os limites mudam e as crianças vão aprendendo a lidar com o cansaço e frustração, mas são os adultos que precisam ensinar isso.

A dica é sempre focar em uma comunicação funcional, para entender o que elas querem e como estão se sentindo.

Lembrando que é comum que os sentimentos sejam sempre muito intensos e vivos.

5# Viajar com crianças é ter cuidado com a alimentação


Por fim, uma das melhores dicas para ter uma viajem bacana é prestar atenção na alimentação.

Isso porque, durante as férias, é comum que os adultos acabem “chutando o balde”, comendo mais do que deveriam e aproveitando as frituras, massas e doces.

O problema de as crianças seguirem essa mesma rotina, é que você vai acabar com um pequeno passando mal, irritado, chorando e com dores.

Ou seja, muitas viagens terminam com consultas médicas.

Portanto, o ideal é manter um certo equilíbrio, principalmente durante o café-da-manhã, almoço e jantar.

Assim, mesmo que os pequenos comam alguma besteira ao longo do dia, as principais refeições são capazes de suportar isso, evitando dores de barriga e enjoos e para que depois não tenha que fazer dietas restritivas.

Ao mesmo tempo, isso evita que eles estejam sempre pedindo comida nos momentos errados ou que acabem desidratados.

Inclusive, sempre faça os pequenos beberem boas doses de água ao longo do dia.

Enfim, você ainda tem alguma dúvida ou gostaria de saber mais sobre como viajar com crianças?

Comenta aqui embaixo ou aproveite e compartilhe a sua dica especial com nossos leitores.

Grande abraço e até o próximo post!
Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente