Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) lançará projeto que concentra atenção nas possibilidades de retomada após a crise econômica agravada pela emergência sanitária causada pelo novo coronavírus.

A novidade foi anunciada pelo presidente da entidade, o engenheiro Murilo Pinheiro. Segundo ele, o foco do projeto "Cresce Brasil", iniciado em 2006, neste momento, concentrará esforços em produções que levem em conta "o que pode ser feito efetivamente para a retomada após a turbulência causada pela pandemia do novo coronavírus, que veio agravar uma situação já preocupante do ponto de vista da expansão do Produto Interno Bruto (PIB) e das taxas de desemprego, inclusive na engenharia, para citar dois indicadores fundamentais".

Murilo ABR2016 CampanhasMurilo Pinheiro, presidente da Federação Nacional dos Engenheiros, defende propostas
para a reconstrução do País. Crédito: Sindicato dos Engenheiros no Estado de SP.

Murilo avalia que é "mais que oportuno e torna urgente que o País invista realmente nesse esforço". O primeiro ponto fundamental, prossegue o especialista, é fazer "um levantamento exaustivo das obras paradas, a ser conduzido pelos Executivos federal, estaduais e municipais, incluindo uma previsão de recursos financeiros envolvidos. Importantíssimo ainda será solucionar travas jurídicas e regulatórias. Por fim, será necessário definir os mecanismos de financiamento e assegurar controle de execução física e financeira do programa para coibir tanto os lamentáveis desvios de recursos quanto ineficácias gerenciais".

O segundo eixo, ainda de acordo com o presidente da FNE, também está focado na recuperação pós-crise, embora já seja objeto de discussões há vários anos. Novamente, a exemplo das obras paradas, trata-se de dar caráter emergencial ao que já era necessário. "O País precisa de políticas industriais e de comércio exterior voltadas à garantia de fornecimento de insumos, produtos intermediários e bens finais", observa. 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente