Portogente encaminhou indagação e em resporta vieram lacônicas informações da assessoria de imprensa da Rumo Logística sobre o andamento da cobertura da sua área de operação com granéis, açúcar, milho e soja, em navios no seu terminal no Porto de Santos (SP). Com uma área de mais de 20 mil metros quadrados, o projeto tem como intuito proteger o carregamento da chuva e estava previsto operar já na safra de 2013.

Ao esclarecer que os trabalhos de fundação já foram concluídos e o projeto executivo está pronto, bem como a empresa construtora foi contratada para a obra ser iniciada em breve, deixou de esclarecer relevantes informações ao mercado pertinentes a um projeto audacioso e de economia discutível que foi anunciado com muita publicidade que, de repente, a empresa silenciou a respeito. Esse fato tem motivado muitos rumores, pois o custo dessa cobertura faz parte de um financiamente de R$ 3,5 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que tem como propósito fomentar o desenvolvimento do País. Importante ressaltar, aqui, que, em última instância, são os trabalhadores brasileiros que constituem boa parcela da carteira de empréstimo do banco financiador.

Na implantação de projetos dessa dimensão de financiamento é exigido um controle rigoroso, de monitoramento e avaliação, para os quais são definidos indicadores de eficácia, entre os quais se inclui a transparência à sociedade. É preciso entender que o financiamento no todo abrange via permanente e material rodante da Rumo Logística, que precisam atender às exigências de equilíbrio contábil e prazos.

Um financiamento de tantos bilhões de reais do BNDES deve ter entre suas contrapartidas um ambiente de geração de informações que permita verificar a qualquer tempo o estágio em que se encontra o projeto, comparado com o seu cronograma. As metas e objetivos do projeto tornam-se a base dos critérios de avaliação no esforço de viabilidade. Se não realizadas, cometem descumprimentos que, dependendo do grau, estão sujeitos a penas severas.

Está na hora do BNDES, um banco público, sempre é bom ressaltar, se manifestar a respeito desse audacioso investimento, e do cumprimento das suas cláusulas contratuais.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website