Um navio carregado com 41 mil toneladas de sal deixou o Porto de Natal, no dia 24 último, levando o produto para os Estados Unidos, país que recebe grande quantidade do sal produzido no Rio Grande do Norte.

É a segunda vez que o porto movimenta sal a granel. A primeira vez se deu em novembro de 2015, quando se exportou 24 mil toneladas de sal, sendo uma adaptação logística da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), para atender as salinas localizadas mais próximas de Natal, sem interferir no Terminal Salineiro de Areia Branca, que deverá chegar ao final de 2016 tendo movimentado mais de 2,5 milhões de toneladas.

O Rio Grande do Norte é o maior produtor de sal do Brasil. O setor salineiro como um todo emprega mais de 70 mil pessoas de forma direta e indireta e é parte significativa da economia do estado. O clima, sol forte, muito vento e pouca chuva fizeram do nosso Estado o maior produtor de sal do país.

Atualmente, 30% da movimentação feita pelo Porto de Natal é de frutas com a predominância do melão, sendo todas armazenadas em contêineres refrigerados. Trigo, tecidos, pescados, peças eólicas, sal e outros produtos completam o percentual restante.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente