Jair Bolsonaro (PSL), líder nas mais recentes pesquisas para a Presidência da República, passa por cirurgia após levar uma facada na tarde desta quinta-feira, dia 6 de agosto, em Juiz de Fora, na Zona da Mata do estado de Minas Gerais. A equipe médica da Santa Casa de Misericórdia suspeita que ele tenha sofrido lesões na artéria mesentérica. Ele era carregado por correligionários quando um homem identificado como Adélio Bispo de Oliveira, residente da cidade mineira de Montes Claros, desferiu um golpe com uma faca na barriga do militar. O criminoso chegou a apanhar dos adeptos do candidato do PSL e foi preso no local.

Leia também
* Conheça as diretrizes dos candidatos à Presidência para o setor logístico
* Jair Bolsonaro é esfaqueado durante ato de campanha em Juiz de Fora

O fato, para lá de lamentável, é inédito em campanhas presidenciais desde a redemocratização do Brasil. Desde as eleições de 2014, a polarização entre setores da direita e da esquerda tem se acirrado. Campanhas de ódio tomaram conta das redes sociais e chegaram ao cúmulo, somente neste ano, de ocasionar tiros em um ônibus da caravana do ex-presidente Lula e neste atentato contra Bolsonaro.

Momentos antes do ataque, tumultos e bate-boca marcaram a visita de Bolsonaro ao hospital filantrópico da Associação Feminina de Prevenção e Combate ao Câncer (Ascomcer).

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente