A origem de todo o óleo que manchou extensas áreas do litoral brasileiro tem sido questão de debate e de intensa investigação. Ao todo, nove estados litorâneos precisaram de uma força-tarefa para a remoção do óleo de suas costas e a quantidade total recolhida já se aproxima das 2 mil toneladas. A Marinha está divulgando orientações técnicas produzidas por profissionais do Ibama para o manuseio correto do óleo que está sendo coletado em diversos pontos da costa da região Nordeste.

oleo aguas nordeste
Extenso derramamento de óleo no litoral nordestino - Reprodução: Veja

A Polícia Federal parece ter identificado a causa mais provável do derramamento que assola o País desde início de setembro. As autoridades suspeitam que um navio petroleiro de bandeira grega seja a fonte mais provável do vazamento de todo o óleo responsável por manchar as águas de 2.500km da costa brasileira. Na semana passada, a PF cumpriu mandatos de busca e apreensão nos escritórios da Delta Tankers Ltd., acusada de ser a responsável pelo vazamento de petróleo do navio mercante grego Bouboulina, no Nordeste. A empresa não aceitou a culpa e alega que a viagem do petroleiro terminou sem nenhuma intercorrência.

O navio Bouboulina carregava óleo cru da Venezuela para a Malásia em julho. De acordo com uma declaração oficial da empresa petroleira, “não há provas de que o navio tenha parado, conduzido qualquer tipo de operação STS (Ship to Ship), vazado, desacelerado ou desviado do curso em sua passagem da Venezuela para Melaka, na Malásia”.

Repercussões ambientais

garoto oleo mar nordeste
Diversas praias foram afetadas pelo óleo derramado - Reprodução: O Globo

A vida marinha e diversas praias muito frequentadas do litoral do país têm sido afetadas pelo vazamento do óleo. Há muitos anos o Brasil é considerado como um dos países mais ricos do mundo em biodiversidade, mas uma pesquisa recente feita por biólogos brasileiros e liderada pelo professor Jos Barlow, da Universidade de Lancaster, mostrou que a importância do Brasil nesse aspecto é ainda maior do que todos imaginavam. Alguns dados já bastam para reforçar essa opinião: 23% de todos os peixes de água doce do mundo estão nos rios brasileiros, 16% das aves do planeta, 12% dos mamíferos e 15% de todas as espécies de animais e plantas.

A biodiversidade brasileira é tão importante que já foi retratada em reportagens, filmes, livros e até mesmo em jogos de cassino online como Atlantic Wilds.

Com o derrame do óleo, a situação fica desfavorável para as espécies marinhas. Uma das atuais preocupações converge para as ilhas Abrolhos, um santuário marinho de extrema importância para o país e que seria lamentavelmente afetado pela presença do óleo cru no mar.

O vazamento foi primeiramente detectado em 2 de setembro, e análises posteriores demonstraram que o óleo encontrado no mar não era do tipo produzido no Brasil. Ricardo Salles, atual ministro do Meio Ambiente, diz que o derramamento é “muito provavelmente de origem na Venezuela”. Já o país venezuelano nega qualquer responsabilidade pelo derramamento.

Qual provável causa do vazamento?

O Brasil foi rápido em afirmar que não culpa seu vizinho pelo vazamento. Uma teoria é que houve um acidente no mar e o navio, possivelmente com os sinais desligados, não conseguiu relatá-lo. A Venezuela diz que não recebeu nenhum relatório de derramamento de óleo de seus clientes ou subsidiárias.

Também houve especulações de que o vazamento veio da carga de um navio naufragado. Uma terceira possibilidade é que o vazamento tenha ocorrido em uma situação de transferência do produto entre navios, o que teria culminado no desastre. O problema reside no fato de que sem um monitoramento confiável dos locais de expedição na costa brasileira, é muito difícil atribuir o vazamento a um navio ou evento individual, o que dificulta ainda mais a busca pela origem do problema.

Biodiversidade brasileira

O Brasil é o país que abriga a maior biodiversidade do mundo. Estima-se que no nosso território de 8,5 milhões km² estejam de 10% a 15% de toda a biodiversidade do planeta. Entre os principais fatores responsáveis por essa variedade biológica estão a extensão territorial e os diferentes climas.

São mais de 103.870 espécies animais e 43.020 espécies vegetais distribuídas nos biomas Amazônia, Caatinga, Cerrado, Mata Atlântica, Marinho-Costeiro, Pampas e Pantanal, algumas só vistas em território brasileiro. Além disso, a costa marinha brasileira, com mais de 3,5 milhões km², inclui ecossistemas como recifes de corais, dunas, manguezais, lagoas, estuários e pântanos.

No entanto, toda essa biodiversidade está sendo prejudicada por diferentes atividades econômicas que causam o desmatamento e outros prejuízos à natureza como as queimadas na Floresta Amazônica e o vazamento de óleo na costa do nordeste. Outra prática prejudicial à biodiversidade é a biopirataria, que reduz de forma significativa a fauna e flora, causando um desequilíbrio na cadeia alimentar.

A perda da biodiversidade acarreta diversos danos ao planeta, afetando diretamente a teia alimentar de uma região, provocando o desequilíbrio dos ecossistemas e comprometendo a economia do país.

Texto por agência digital emarket

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s