Todas em Tech tem o apoio de Accenture, Creditas, Easynvest, Facebook, iFood e Nubank; Inscrições para a segunda turma encerram no dia 16 de julho

A presença feminina na área de tecnologia da informação aumentou significativamente. Pesquisas apontam que, aos poucos, as mulheres estão conquistando espaço em um setor que é amplamente dominado pelo público masculino. Com o objetivo de reduzir a lacuna de gênero na área da T.I e mostrar que tecnologia também é lugar de mulher, a {reprograma} anuncia a abertura de 480 vagas para as oficinas que irão selecionar 80 mulheres para as segundas turmas do programa Todas em Tech.

Programa desenvolvedorasTurma de alunas da {reprograma} do primeiro semestre de 2020, antes da pandemia da Covid-19. Divulgação.

Lançado em janeiro de 2021, o Todas em Tech tem como objetivo impactar 2.400 mulheres em situação de vulnerabilidade até dezembro de 2022, sendo que o programa irá destinar cerca de, no mínimo, 55% das vagas para mulheres negras e, no mínimo 5%, para mulheres trans e travestis. Dentro desse número de participantes, 400 mulheres serão formadas como desenvolvedoras front-end e back-end. As interessadas podem se inscrever pelo link: https://reprograma.com.br/todas-tech/

A economista peruana e CEO da {reprograma}, Mariel Reyes Milk, explica que o esforço para aumentar a participação feminina é em conjunto: enquanto surgem cada vez mais iniciativas que têm como objetivo empoderar e capacitar mulheres em programação, cresce cada vez mais o número de empresas que investem em projetos educacionais de TI exclusivos para mulheres, e que também têm se movimentado para gerar novas oportunidades para que elas possam ocupar suas cadeiras no mercado de trabalho.

Com o aporte de R$4 milhões, o Todas em Tech foi desenvolvido pela {reprograma}, startup social paulistana, em parceria com o BID Lab, Laboratório de Inovação do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento. O projeto também conta com o apoio das empresas: Accenture, Creditas, Easynvest, Facebook, iFood e Nubank.

Etapas do programa
As interessadas em participarem do Todas em Tech deverão se inscrever no site do programa e enviar um vídeo de até um minuto de duração. Vale ressaltar que as mulheres trans e travestis, que não se sentirem confortáveis em enviar vídeos, podem enviar áudios. Serão selecionadas 480 mulheres para participarem de oficinas com duração de um dia, na segunda quinzena de julho.

As oficinas têm como objetivo apresentar o universo de programação e desenvolvimento. Nas oficinas de front-end as alunas terão uma introdução a HTML e CSS. Nas oficinas de back-end as alunas terão uma introdução sobre a lógica de programação e JavaScript.

Após as oficinas serão selecionadas 80 mulheres para as segundas turmas do programa: 40 para a turma de back-end e 40 para a turma de front-end.

Como resultado do aprendizado das oficinas, as alunas irão produzir uma página pessoal para enviarem a recrutadores ou clientes, para estimular a entrada no mercado de tecnologia

Os cursos online e gratuitos iniciarão em agosto e terão uma duração de 18 semanas.

As vagas são destinadas a mulheres de qualquer região do Brasil, com preferência para mulheres negras e/ou trans e travestis. As inscrições se encerram no dia 16 de julho.

Cursos: back e front-end
No primeiro semestre de 2021 foram formadas duas turmas, no segundo semestre serão formadas mais duas turmas e ao longo dos dois anos de duração, ou seja, até dezembro de 2022, 400 mulheres terão a formação completa de programação, totalizando 10 turmas.

As aulas do curso de front-end acontecerão durante um sábado inteiro e as revisões dos conteúdos acontecerão às quartas-feiras à noite. Já as aulas do curso de back-end serão realizadas ao longo de um domingo inteiro, e as revisões acontecerão às quintas-feiras no período da noite. Além disso, as alunas terão que realizar um exercício semanal obrigatório e atividades complementares. Plantões para solucionar possíveis dúvidas estarão disponíveis para ajudar no desenvolvimento das alunas.

No total serão quatro módulos, com projetos ao final de cada um, que serão ministrados pela ferramenta Zoom, com aulas ao vivo.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente