Desde o início deste ano, a MRS vem desenvolvendo, em parceria com o poder público, uma série de mutirões de limpeza da Faixa de Domínio da ferrovia. Até o momento, foram realizados mais de 20 eventos desse tipo ao longo da malha.

“A criação da Gerência Geral de Faixa de Domínio e Interferências deixa ainda mais evidente a preocupação da empresa em atuar em conjunto com os nossos vizinhos. Além do permanente foco na redução de atropelamentos e abalroamentos, participamos de uma série de ações como essas para tratar problemas que afetam tanto a ferrovia quanto as comunidades”, conta Uascar Carvalho, gerente geral de Faixa de Domínio e Interferências.

São Paulo
Neste estado, a companhia está dando início, nesta semana, a um mutirão diferente, que se estenderá por dois meses, em Aparecida. É a segunda vez no ano que a cidade está recebendo um evento como este, que se encerrará apenas no dia 12 de outubro, data em que o município recebe muitos turistas, por conta do Dia de Nossa Senhora Aparecida.

“Além do recolhimento de lixo e entulho, estamos realizando neste município uma série de outras ações, como: manutenção da vedação da Faixa de Domínio, pintura de passarelas, pontes e outras obras de arte, poda da vegetação, entre outras”, é o que diz Mário Vilhena, especialista da gerência geral de Relações Institucionais para a região.
Ele revela ainda que, em breve, haverá o apoio do poder público.

“Estamos fazendo um primeiro esforço com oito colaboradores da MRS, mas em um futuro próximo, teremos também a ajuda da prefeitura”.

Rio de Janeiro
Mangaratiba também recebeu o segundo mutirão de limpeza da ferrovia no ano de 2016. A atividade foi realizada durante toda essa semana e foram percorridos dez quilômetros na cidade no trecho de Itacuruçá, Axixá, Muriquí, Santo Antônio, Ibicuí, Apará e Praia Brava. Aproximadamente, 100 m³ de lixo e entulho foram retirados desses locais, além da roçada na Faixa de Domínio.

“Através do contato com o poder público, conseguimos uma equipe de dez funcionários da prefeitura para o recolhimento de lixo e outros dez servidores da área de saúde e Defesa Civil para que pudessem realizar o trabalho de conscientização junto à população e inspeção das residências”, diz Rosa Cassar, gerente geral de Relações Institucionais para a região.
Estiveram presentes ainda representantes da área de SMS, que realizaram o treinamento da equipe da prefeitura para que pudessem trabalhar na Faixa de Domínio, colaboradores da gerência geral de Responsabilidade Social e, logicamente, da gerência geral de Faixa de Domínio e Interferências.

Minas Gerais
Em Belo Horizonte, o trabalho foi realizado nos dias 30 e 31/8 ao longo de dois quilômetros do bairro Independência. Apenas nesses dois dias, 20 funcionários a serviço da MRS retiraram mais de 250 m³ de lixo e entulho da área ferroviária.

“Na minha opinião, a população tem percebido o esforço que estamos fazendo. Membros da própria comunidade vêm nos mostrar a indignação com a minoria dos membros da comunidade que ainda insistem nessa prática ilegal”, diz João Mendes, técnico de Faixa de Domínio e Interferências.
Na ocasião, a MRS contou com o apoio de oito funcionários da prefeitura de Belo Horizonte, cinco deles fizeram o trabalho de conscientização junto à população e os outros três deram a destinação ao lixo, que foi recolhido manualmente.

Em todas as ações foram distribuídos para as comunidades flyers a respeito do descarte irregular de lixo na ferrovia.

Porcaria
Para tentar mudar o cenário de descarte irregular de lixo na ferrovia, a MRS está convocando a comunidade para tratar abertamente o tema e trabalhar em conjunto na busca por soluções para o problema, que compromete tanto a qualidade de vida da população quanto a operação ferroviária. Esse é o objetivo do projeto Porcaria.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente