A falta de integração entre porto e cidade trava o mercado de cruzeiros marítimos em Santos (São Paulo). A observação foi feita nesta terça-feira (19) pelo secretário de Assuntos Portuários santista e presidente do Conselho de Autoridade Portuária (CAP) do Porto de Santos, Sérgio Aquino, durante o seminário Mercado de Cruzeiros Marítimos no Brasil.

 

Presidente do CAP do Porto de Santos reclama de falta de estrutura para o turista dos cruzeiros marítimos que aportam na cidade 

 

O evento contou com a presença de autoridades portuárias e turísticas e tocou na ferida: ou Santos desenvolve sua estrutura logística em pouco tempo ou ficará para trás na escala dos navios de passageiros.

 

Sérgio Aquino citou como exemplo de gargalo uma das obras mais comemoradas pela Autoridade Portuária Santista: a Avenida Perimetral da Margem Direita. Tudo porque o complexo viário que agilizou a entrada e saída de caminhões do cais não ajuda os turistas que pretendem chegar ou deixar o Terminal de Passageiros do Concais. Agora, quem precisa passar por lá perde tempo e precisa ter paciência.

 

“Santos tem a melhor infraestrutura portuária para cruzeiros no Brasil. Mas isso é suficiente? Claro que não. Se quisermos mais, precisamos pensar em coisas novas. Não é possível aceitar a situação atual, não existe um acesso aos passageiros.”

 

E ele completou: “Não é possível vermos a Perimetral ser concluída sob o conceito de que não deveria cruzar com a linha férrea em nenhum terminal. Até fizeram isso, mas em apenas um ponto ela segue cruzando com os trens: justamente em frente ao Terminal de Passageiros. Não dá para atrair turista assim.”

 

O secretário de Assuntos Portuários criticou a atual estrutura santista que atrapalha a imagem do porto e trava o mercado de cruzeiros.

 

“O passageiro precisa receber incentivos para a viagem ser legal para ele. E se Santos não fizer logo isso, outros municípios podem deixar Santos para trás. Hoje, não somos um atrativo internacional e o cruzeiro marítimo é vital para a economia de Santos. Precisamos achar soluções.”

 

Leia também

* MTur avaliará roteiros de cruzeiros marítimos

* O renascimento e a consolidação dos cruzeiros marítimos no Brasil

* Aberta a maior temporada de cruzeiros marítimos do Porto de Santos
Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente