O nível de serviço oferecido ao cliente é o negócio do negócio

Os embaraços consequentes da proposta sem clareza para desestatizar os portos brasileiros, do Ministério da Infraestrutura MInfra), atingiram um grau conflituoso e impróprio ao tenso governo do presidente Jair Bolsonaro. Foi o que se assistiu, nesta segunda-feira (4/10), em Itajaí (SC), na 3ª Reunião de Trabalho do Fórum de Defesa da Autoridade Portuária Pública Municipal, para renovação do prazo de vigência do Convênio de Delegação 08/1997 por mais 25 anos.

Porto de Itajaí 2021

Leia também
A verdade e a desestatização do Porto de Santos - Portogente

É imperativo que o Senado Federal acompanhe de perto as incertezas e os objetivos não bem esclarecidos desse programa sem planejamento. Principalmente a falta de equilíbrio de tratamento havido na delegação dos portos do Paraná. Devaneios publicitários não movem mercadorias nem fomentam produtividade. As deficiências nas administrações dos portos seguramente não serão tratadas sem projeto estratégico.

Leia também
O modelo Itajaí para os portos do Brasil - Portogente

A presença do senador Esperidião Amim, à frente de uma comunidade portuária coesa, motivada pela realidade exitosa do seu Porto de Itajái, alinha também as demais forças da região: popular, empresarial, trabalhista, acadêmica e política. Defendem um modelo estruturado, que fez do porto a segunda movimentação nacional de contêineres, após o Porto de Santos, líder no Hemisfério Sul. Porto de Itajaí é considerado um símbolo da racionalidade.

Leia também
Região Metropolitana do Porto de Santos exige túnel submerso - Portogente

Desmerecer a mobilização de Santa Catarina em defesa do seu porto não será a melhor solução. É oportunidade de reformular a intenção e perguntar o que o Minfra pode ajudar Itajaí para resolver seu problema prioritário. Assim como entender a proposição do Santos2050, para o Porto de Santos. O porto catarinense deve ser modelo nacional de descentralização, como comprova o desenvolvimento da sua região.

Artigo | Frederico Bussinger
Privatização de portos?

Santa Catarina representa 60% dos votos que elegeram o presidente Jair Bolsonaro. Porto de Itajaí é um orgulho dos catarinenses e sua causa tem mobilizado apoio de outros portos. Está posta mais uma questão complexa gerada pelo obscuro programa de desestatização dos portos, do Minfra. Sem dar solução para o atraso dos nossos portos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente