O debate na web, dos sites e redes sociais, amplia as relações específicas com foco em determinado contexto e, assim, aprimora o entendimento.

Nesta terça-feira (4/8), tem início o projeto Webinar Semanal do Portogente (WSP) com o objetivo de criar um debate aberto na internet, com os temas mais discutidos do nosso Conselho Editorial, com mais de 80 pensadores voluntários, com papel relevante e diletante na logística multimodal do comércio e turismo mundiais. Uma ágora virtual onde se debate intensamente questões complexas entre professores, pesquisadores, consultores, profissionais experientes internacionalmente, sindicalistas e estudantes. Uma análise holística e permanente de uma área tão ampla, multifacetada e dinâmica.

600 Porto Dad 28MAI2019 

Da Redação 
Porto, que bicho é esse?

O webinar será, às 18h, no canal Portogente do YouTube, e pela plataforma Zoom, com o título “Descentralização da Gestão dos Portos”, o seminário aborda a questão mais profunda nas discussões e reflexões nessa ágora, com o propósito de esclarecer, descrever e conceituar; justificar funções e objetivos. Na quinta-feira, 6/8, no mesmo horário e canais, o tema do webinar será “Dragagem Portuária: Um Modelo de Negócio Inovador”.

Editorial 
Desafio e realidade dos portos brasileiros

Dentro desse contexto, a conselheira Marcella Lazzarini, BS em negócios pela Charles Sturt Univesity e Tecnóloga em Marketing Estratégico pela Kaplan International College, ambas na Austrália, escreve hoje “Modelo Australiano de Governança Portuária: eis a questão”. Trata-se de uma análise bem referenciada que se contrapõe aos argumentos de adotar portos australianos como referência na desestatização dos portos brasileiros. Em debate.

Artigo | Marcella Lazzarini
Modelo Australiano de Governança Portuária: eis a questão

Dentro da programação semanal, a pauta do web seminário do dia 18/8 inova no formato, de banca de tese. Os painelistas terão lido a ampla e profunda tese do Frederico Bussinger, “Administração Portuária Condominial – Um Modelo de Privatização Alternativa Para as Companhias Docas”. Uma das perguntas a serem respondidas é: “Privatizar! O quê? Como? Modelo? Não está claro”. Neste contexto serão relacionando os modelos de Terminais de Uso Privado – TUPs e do porto público. Ocasião para se debater a outorga como prerrogativa da Autoridade Portuária.

Leia também 
Um ministro que pensa fora da caixa

Na agenda nacional, porto tem um papel essencial na recuperação econômica. O orçamento do Ministério da Infraestrutura será insuficiente ante às oportunidades e demandas para gerar trabalho e desenvolvimento. Debater e entender os melhores caminhos da reforma dos portos brasileiros é prioridade, para promover legitimidade e ganhos de eficiência, na busca de investimentos qualificados.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente