Confira o que deve ser levado em consideração antes da escolha de um plano para seu smartphone.

Atualmente, as diversas opções disponíveis no mercado tornam complicado optar pelos pacotes de telefonia existentes. Há alguns planos de celular que possuem períodos de fidelidade, que podem tornar o processo de cancelamento complexo, além de gerar muita dor de cabeça.

Por isso, é melhor pensar bem antes de tomar uma decisão para não acabar fazendo uma escolha equivocada. Se você ainda não sabe qual plano de celular escolher, confira, abaixo, algumas dicas do que é preciso ter em mente para tornar essa tarefa mais simples.

1- Padrão de consumo

Antes de tudo, é preciso entender seu próprio padrão de consumo. Para isso, separe as três últimas contas do seu celular ou, se for o caso, anote as recargas dos últimos três meses. Ao analisar os dados de consumo anteriores, você terá uma média do quanto consome em internet, SMS e ligações.

Se você percebe que a franquia acaba antes do final do mês, a melhor opção será adquirir um plano mais amplo. No entanto, caso você não esteja usando todos os recursos disponibilizados, o ideal é trocar o pacote atual por um menor.

2- Pacote de internet ideal

Você sabe qual franquia de dados é mais indicada para o seu perfil de navegação? Para defini-lo, além de analisar as últimas contas, você deverá responder algumas perguntas. São elas:

a franquia de dados acaba antes do fim do mês?

o limite de internet contratado é satisfatório?

quando a operadora reduz a velocidade da internet, você ainda consegue usar o celular com tranquilidade?

Algumas atividades não descontam nada do valor da franquia em diversos planos, como WhatsApp, Messenger e envio de mensagens, enquanto outras consomem poucos dados, como a troca de e-mails.

Contudo, se você tem o costume de assistir a vídeos, jogar games on-line e ouvir música via streaming, um pacote com limite maior certamente será necessário.

3- Plano pré ou pós-pago

De acordo com uma pesquisa realizada pela Agência Regulamentadora de Serviços de Telecomunicações (Anatel), em 2019, os planos pós-pago chegaram a 45% no Brasil.

Isso porque os clientes têm optado cada vez mais pelo custo-benefício e pela comodidade de não precisar realizar recargas contínuas, com maiores franquias de dados e acesso ilimitado a aplicativos.

A pesquisa inclui os planos controles, que são uma espécie de pós-pago, por possuírem um valor fixo, ou seja, não são pagas taxas adicionais, a não ser que algum pacote extra seja contratado. Essa é uma boa alternativa para quem não quer contratar um pós-pago, porém, deseja ter mais controle dos gastos.

Os planos pré-pagos são quitados antes da utilização do serviço, sendo indicados para quem usa pouco o telefone, pois, só assim, irá pagar menos por mês, em comparação à contratação de um pós-pago. Portanto, caso você utilize a internet móvel diariamente ou realize ligações frequentemente, eles não valerão a pena.

Conclusão

Entender suas necessidades é o melhor caminho para escolher qual é o melhor plano de celular para você. Como já foi mencionado, há muitas opções de atividades na internet, como assistir a séries e filmes, jogar on-line, ouvir música, trocar mensagens, etc.

Cada uma dessas possibilidades tem um consumo próprio de dados. Por esse motivo, é fundamental pensar bem antes de optar por um plano de celular, visto que ele deve atender a todas as suas exigências.

Dessa forma, você evita estresse e insatisfação por possuir um plano que não te atende completamente e ainda economiza por não gastar mais que o necessário pelo serviço.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente