Em sua participação no WebSummit Portogente, Luiz Alberto Costa Franco utiliza a sua experiência de mais de 40 anos lidando com serviços de dragagem para sugerir melhorias na forma de contratação e na execução da atividade. Ele sugere que uma só empresa, por meio de um contrato de longa duração, seja responsável pela dragagem de um porto, atingindo o objetivo de garantir a profundidade ideal para o tráfego de navios. Luiz também pede a desvinculação política dessa atividade, classificando-a como necessária para que o comando passe a ser exercido pela economia privada.


Conteúdos Relacionados

* Índice de assoreamento - informações técnicas sobre dragagem no Porto de Santos

* Regime Diferenciado de Contratações (RDC)

profundidade de projeto e profundidade de dragagem


 
Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s