A Infraero promove até a sexta-feira (13/9), no Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam) do Manauara Shopping, em Manaus (AM), a 3ª Exposição de Conscientização do Risco Aviário. O objetivo é mostrar os problemas causados pela presença de aves no espaço aeroviário e divulgar as ações realizadas pela Infraero para o manejo de fauna.

No espaço da mostra, fotos e vídeos sobre o assunto ilustram o tema para os visitantes. O evento conta com o apoio de equipes da Universidade de Brasília (UnB), que firmou convênio com a Infraero para executar ações de manejo da fauna no entorno do Aeroporto Internacional de Manaus/Eduardo Gomes, e do 7º Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VII).

 

Segundo o engenheiro ambiental do Aeroporto de Manaus, Henrique dos Santos, a exposição é uma das estratégias da Infraero para diminuir o risco aviário. “A intenção esclarecer as pessoas sobre como elas podem ajudar com a segurança das operações, com ações como o descarte correto dos resíduos sólidos, que evita a atração de aves para aregião do aeroporto, por exemplo”, explicou.

Em agosto, a Infraero também realizou, em parceria com a UnB, inspeções nas feiras da cidade de Manaus. O objetivo da ação foi avaliar a situação do descarte de resíduos e, a partir disso, desenvolver atividades de educação ambiental com a sociedade. Também foram realizadas visitas nas escolas das redes estadual e municipal para explicar sobre o risco aviário e a importância do descarte correto do lixo.

Manejo de fauna
A presença de aves nas proximidades dos aeroportos pode pôr em risco a segurança das operações de pouso e decolagem em aeroportos. Na maioria dos casos, os pássaros são atraídos pelo lixo acumulado e não descartado corretamente pelas comunidades vizinhas ao aeroporto. A redução da presença de aves na área do aeroporto de forma ambientalmente responsável é uma diretriz da Infraero. Nesse sentido, os aeroportos administrados pela empresa contam com um Plano de Manejo de Fauna, aprovado pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que contempla diversas técnicas para controle da fauna local.

Em Manaus, o trabalho de manejo de fauna é realizado por meio do convênio com o Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (CDT/UnB). Entre as ações desenvolvidas, estão o monitoramento das aves e captura de animais através de armadilha e anilhamento, seguida de encaminhamento das espécies para outras áreas, distantes do aeroporto.

 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s