publicado originalmente por Thiago Cafardo, no Portal da Copa

O novo Terminal Marítimo de Passageiros do Porto de Fortaleza, capital do Ceará, entrará em operação a partir de 4 de junho, quando está previsto o término das obras. Dessa forma, o empreendimento conseguirá atender os turistas que visitarão a Cidade para acompanhar a Copa do Mundo de Futebol. Segundo a Companhia Docas do Ceará (CDC), empresa que administra o local, o espaço tem capacidade para receber cerca de 4.500 passageiros por turno, para embarque ou desembarque.

No dia 16 de junho, um navio da empresa MSC aportará com 3,7 mil torcedores mexicanos. Eles acompanharão a partida entre Brasil e México, marcada para a Arena Castelão no dia seguinte, e partem no dia 18. Para a Copa do Mundo, a Companhia Docas informou que ficarão prontos o cais, a retroárea e as instalações da estação de passageiros necessárias à operação de embarque e desembarque, além do estacionamento, armazém de bagagens e sala dos órgãos portuários.De acordo com o presidente da companhia, Paulo André Holanda, o empreendimento não é apenas uma estação de passageiros, mas um complexo que atenderá a demandas antigas da comunidade portuária. “Estamos no caminho certo. A obra teve um período em ritmo lento, mas se apresenta como uma obra de superação. E conseguimos que a MSC trouxesse um navio para atracar durante a Copa”, disse.

O novo Porto de Fortaleza recebeu investimentos de R$ 205 milhões, valor que inclui obra civil, utilidades, mobiliário operacional, licenciamento e compensação ambiental, indenizações, fiscalização e aquisição de equipamentos (scanner, circuito fechado de televisão, raio X, elevador, escada rolante, defensas, entre outros).

Segundo a Companhia Docas do Ceará, o novo terminal de passageiros do porto de Fortaleza é adequado para receber os maiores cruzeiros do mundo, contribuindo para a vocação turística da cidade e movimentando a economia local. O prédio da estação de passageiros poderá ser adaptado para a realização de eventos, como exposições de arte ou lançamentos de livro.

Nos períodos de baixa estação, o equipamento assumirá função multiuso. O cais de atracação vai operar com navios de contêiner, que terão como área de armazenagem um espaço de 40 mil metros quadrados - atualmente em construção. O prédio da estação já estará aberto à população durante todo o ano, que poderá utilizar os restaurantes e lojas de conveniência do local.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s