Crédito:Photo by Christine Roy on Unsplash

A operação de arbitragem cambial ocorre quando um investidor compra determinada moeda e a vende em outra praça onde o seu valor é maior com o objetivo de obter lucro.

Leia mais sobre o assunto.

Como ocorre a operação?

A prática de arbitragem cambial nada mais é do que uma operação de compra e venda de uma moeda nacional ou estrangeira sobre a diferença de preços da mesma em diferentes mercados, com o objetivo de lucro com essa operação.

A arbitragem pode ocorrer não apenas com moedas, a operação também pode ser realizada com:

1. Ativos Financeiros;
2. Aluguel de ativos;
3. Derivativos;
4. Opções.

A melhor maneira de entender a arbitragem cambial é através de um exemplo prático. Suponha que um investidor compre Euros em Portugal e posteriormente venda esses euros no Brasil, onde a cotação da moeda é muito mais alta, com isso obtendo lucro. Nessa simples operação de compra e venda de moeda estrangeira, é possível obter ganhos. O lucro será a diferença entre o valor pago na compra e o que recebeu na venda.

A arbitragem cambial pode influenciar nas reservas de cambiais.
A arbitragem cambial pode influenciar nas reservas de cambiais.

Portopédia
*Histórico do Mercado Financeiro
*BIS- Banco de Compensações Internacionais

Para ficar ainda mais claro, podemos utilizar um exemplo prático do dia a dia. Imagine que você conheça alguém que deseja comprar um carro e pretende pagar nele até R$ 60 mil. Enquanto isso, você conhece um colega que possui um carro daquele modelo exato e está vendendo, e o está ofertando por R$ 40 mil.

Existe nessa situação uma oportunidade e você aproveita. Compra o carro do colega que deseja vender o carro por quarenta mil e o vende para o outro por sessenta mil, obtendo um lucro de 20 mil reais nesta operação. Isso é nada mais do que uma arbitragem.
A arbitragem cambial é justamente isso, aproveitar as oportunidades de entre variações de taxas de câmbio nos diversos mercados financeiros mundiais e buscar obter lucro com isso.

Arbitragem no Comércio Exterior

A arbitragem como já explicado pode ser cambial ou até mesmo de ativos, e ela ocorre o tempo todo no mundo e principalmente nas operações de comércio exterior. Um exemplo disso é a especulação que ocorre em relação as commodities agrícolas, todas negociadas na Bolsa de Chicago.

Um investidor pode adquirir sacas de soja, café, milho ou açúcar, por um valor mais baixo em determinado momento com a intenção de um futuro próximo vender essas sacas por um preço mais vantajoso, obtendo certo lucro, apenas observando as flutuações do produto na bolsa de valores. Isso é uma operação de arbitragem.


Tipo de Arbitragem

Existem 3 tipos de arbitragem:

  • Arbitragem Cambial: compra e venda de moeda em dois mercados financeiros diferenciados;
  • Arbitragem de bolsa a bolsa: compra e venda de um ativo flutuante em diferentes bolsas;
  • À vista contra a prazo: é a compra e posterior venda visando o lucro decorrente da diferença entre o valor à vista e o futuro de um ativo.

Ativos Financeiros

Os ativos financeiros podem ser:

  • Ações: participação no capital de uma empresa, que é adquirido na bolsa de valores e gerar rendimentos através de seus dividendos ou pela sua venda.
  • Dinheiro: as moedas dos países e pode gerar algum tipo de rendimento nas operações de câmbio entre diferentes países.
  • Títulos públicos: títulos emitidos pelo governo como uma forma de arrecadar capital para investimentos públicos. Conhecido como renda fixa e com baixo risco de investimento.
  • Fundos de investimento: aplicação financeira que arrecada o dinheiro de diversos investidores e é administrado no mercado de capitais com o objetivo de gerar rendimentos.
  • Certificado de Depósito Bancário: é um título emitido e vendido pelos bancos com o intuito de angariar recursos.
    A arbitragem cambia é um tipo de arbitragem
    A arbitragem cambia é um tipo de arbitragem. Crédito: A arbitragem cambia é um tipo de arbitragem

Portopédia
*A importância das agências marítimas na logística internacional

Alguns conceitos importantes: Mercado à vista, Mercado a Prazo e Mercado Futuro

O mercado à vista nada mais é do que uma modalidade de mercado onde são negociados ativos financeiros em que a liquidação física, ou seja, a entrega ao comprador do ativo adquirido, e a liquidação financeira, que nada mais é do que o pagamento pelo ativo negociado, é feita no prazo de até 3 dias após a negociação.

De acordo com o Portal do Investidor, do governo federal, o mercado a prazo pode ser definido como “No mercado a termo são negociados contratos para compra ou venda de quantidade específica de ações, para liquidação em uma data futura, em prazo determinado, a um preço fixado. Geralmente, os prazos dos contratos a termo podem variar entre 16 e 999 dias corridos. Nesse mercado, os preços dependem do valor da ação no mercado à vista e da taxa de juros esperado para o período do contrato.”

Mercado Futuro é parecido com o a prazo, nele os contratos negociados têm um prazo de liquidação com data futura, e um preço fixado. Todavia o preço é estipulado pelo valor do ativo negociado no mercado à vista e da taxa de juros esperada para o período.

Navegue mais pelo Portopéddia:Sistema Financeiro Nacional e Mercado Financeiro.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente