• Para evitar suspeitas de negociata imputadas quase sempre aos contratos imperfeitos de empresas estatais, convém suspender o Pregão Eletrônico 34/2018 para contratação de serviços especializados de limpeza geral e destinação final de resíduos gerados no Porto de Santos (SP).

  • A leitura dos documentos, que deveriam ser públicos, aos quais teve acesso o jornalista Bruno Merlin, talvez esclareça a razão do silêncio da estatal. Inexplicavelmente, a empresa brasileira controlada pelo grupo belga Deme apresentou uma reclamação cobrando o valor de R$ 15.432.093,16 e recebeu R$ 18 milhões da estatal Codesp, sociedade de economia mista que deveria zelar pelo interesse público

  • Portogente dá prosseguimento à publicação de entrevistas com presidentes de autoridades portuárias destacando visão e postura do atual mandatário do Porto de Santos, Casemiro Tércio Carvalho. Nas respostas enviadas à nossa redação ele destacou que o novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ), em fase de elaboração, "tem como premissa condensar e adensar as áreas de movimentação de cargas" com o objetivo de formar clusters e aumentar a produtividade do porto santista

  • Na "dança das cadeiras portuárias" para 2019 já é possível afirmar que o diretor-presidente da Companhia Docas de São Paulo (Codesp), Luiz Fernando Garcia da Silva, que assumiu o comando após a prisão de José Alex Botelho de Oliva na Operação Tritão da Polícia Federal, assumirá a direção da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa). A indicação faz sentido, afinal Luiz Fernando é formado em Economia pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e trabalhou como assessor do ministro dos Transportes desde janeiro de 2017

  • O caso começou a ser investigado após o surgimento de um vídeo, em setembro de 2016, que mostra Carlos Antonio de Souza relatando esquemas de fraude à licitação no Porto de Santos

  • De modo geral, os presentes ao debate concordaram ser necessário descentralizar as decisões do setor portuário. A concentração do poder decisório em Brasília esteve presente em vários momentos da vida brasileira e atualmente está agravada pela Lei 12.815/2013. O engenheiro, economista e consultor portuário Frederico Bussinger ressaltou que, desde os tempos do Império, o Brasil é atraído pela "Coroa", tirando autonomia das comunidades instaladas nos complexos portuários

  • Enquanto o secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni, navega sem rumo na reforma dos portos brasileiros, aumenta o abismo entre a produtividade portuária brasileira e as dos grandes portos mundiais.

  • Porto de Rotterdam segue firme como principal porta de entrada e saída de produtos da Europa; investimentos nos portos brasileiros cada vez mais presentes nas investigações de ilegalidades políticas; Porto de Itajaí sofre com fortes sequências de chuvas

    rotterdam

     

    chuvas itajai

  • Seis empresas apresentaram propostas e estão aptas a participar da inédita concorrência de arrendamentos transitórios via seleção simplificada no Porto de Santos, no litoral paulista. A disputa acontece por três áreas na região do Saboó que estão desocupadas desde o término dos contratos com os antigos arrendatários (Terminal Marítimo do Valongo e Rodrimar), informa a Superintendência de Comunicação Corporativa do Porto

  • Durante a abertura do evento, Silvana Borges, diretora-executiva da Polícia Federal, órgão que preside a Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Conportos), ressaltou a importância do encontro para o debate sobre procedimentos de controle, fiscalização e repressão ao crime

  • Nesta quarta-feira (11), os advogados do Sindaport, Cleiton Leal Dias Júnior e Eraldo Aurélio Franzese ingressaram no Tribunal de Justiça de São Paulo com uma Ação Civil Pública contra o Portus. A ação foi distribuída na 10º Vara Cível de Santos, na qual foi nomeado o juiz José Alonso Beltrame Júnior

  • Uma questão se apresenta ao diretor de Relações com o Mercado e Comunidade (Direm), da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), o advogado Danilo Veras, baseada na Lei 4.717/65

  • Um trecho do relatório elaborado pelo MP chama muita atenção, ao avaliar a renovação das concessões mesmo diante da dívida de cerca de R$ 2,8 bilhões com a Codesp: "o poder concedente se despiu de todas as suas prerrogativas e responsabilidades para atender de modo servil aos interesses da arrendatária"

  • Num momento em que o Porto de Santos (SP) tem aparecido com insistência, e para a tristeza da sociedade, nos noticiários brasileiros por diversas ações da Polícia Federal (PF) e da própria Procuradoria-Geral da República (PGR), salta aos olhos a ocorrência de demissões de funcionários de carreira da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), administradora do complexo portuário. Sem justa causa

  • No próximo dia 4 de novembro, começa a temporada de cruzeiros 2017/2018 no Porto de Santos (SP). Nesta data, o terminal de passageiros recebe a atracação do Navio Sirena, da Oceania Cruises, com capacidade para 684 passageiros

  • Levantamento realizado pelo Portogente no site do Terminal Superior do Trabalho (TST) aponta que as companhias docas do Rio de Janeiro (CDRJ) e do Estado de São Paulo (Codesp) lideram a lista de processos abertos que culminaram nas certidões positivas de débitos trabalhistas

  • O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou procedente o pedido de um guarda portuário da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) de recebimento de indenização decorrente da redução parcial das horas extras habitualmente prestadas por ele, ainda que a alteração tenha sido decorrente do cumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado com o Ministério Público do Trabalho (MPT).

  • Em tempos em que se discute a Previdência Social é oportuno falar do fundo de pensão dos portuários, o Instituto Portus de Seguridade Social (Portus). Vítima da corrupção e de interventores que foram mais problema do que solução, faz desaforo à matemática atuarial e inviabiliza uma conquista que tinha tudo para dar certo.

  • Em obediência aos princípios constitucionais da publicidade e transparência, cabe ao diretor-presidente Casemiro Tércio Carvalho, da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), esclarecer a nomeação de comissionado que "não detém integralmente os requisitos necessários", sejam lá quais forem esses requisitos, para ganhar salário mensal bruto de R$ R$ 25.966,55, conforme revela o Blog do Bruno Merlin, neste Portogente